Gordura Visceral – O que é e Como Perder

Tudo o que comemos e não queimamos de energia durante o dia pode se tornar gordura e nem sempre do tipo que basta compensar na academia para perder. A mais temida por quem entende um pouco mais de medidas extras é a gordura visceral. Dos dois tipos de gordura, esta é considerada a mais perigosa e infelizmente afeta a maior parte das pessoas. Perder não é fácil, alertam os médicos, mas também não é algo de outro mundo.

gordura subcutânea abdominal

Nosso corpo pode transformar o excesso de calorias ingerido em dois tipos de gorduras: a subcutânea e visceral. A gordura subcutânea fica alojada entre a parte externa da pele e a mais interna. Você pode tocar e é a mais comum de se formar no corpo porque provém do excesso de calorias diretamente sem necessariamente ser em grande quantidade.

Já a gordura visceral é bem mais profunda. Ela se localiza sempre atrás da parede abdominal e por trás dos órgãos que a rodeiam. O local exato seria no interior da cavidade peritoneal. O grande problema deste tipo de gordura não é estético, mas sim por ela liberar adipocinas, tipos de proteínas responsáveis por aumentar a pressão arterial e influenciar na absorção de insulina. E isso faz alterar a queima de gordura do corpo e controle do açúcar, podendo causar não o aumento do peso como também outros problemas como aumentar a quantidade de triglicéridos. O resultado disso é uma falsa diabetes, hipertensão e outros problemas relacionados.

Quando estamos olhando para um abdome dilatado e gordinho, possivelmente será uma gordura subcutânea, fácil de perder com exercícios. Já a gordura visceral é algo mas profundo, um pouco mais além de uma leve caminhada e exige mais esforço. Ambos alteram o visual, mas o segundo tipo é que pode causar problemas diretos à saúde. Mas como gordura em excesso nunca é bom, cuidar dos dois tipos é essencial.

E como saber se você tem gordura visceral? Um teste simples caseiro pode ajudar a determinar o diagnóstico. Pegue uma fita métrica e tire as medidas da sua circunferência da cintura abdominal. Os homens devem ter até 90 cm nesta área e as mulheres apenas 80. Mais que isso, já estamos tratando de gordura visceral.

Quer saber mais? confira o video:

Como perder gordura visceral

Um diferencial da gordura visceral para a localizada que tanto ouvimos falar na prática de exercícios é que ela não tem fator genético. Está intimamente relacionada com a nossa dieta, geralmente sem atividades físicas e uma alimentação bem rica em calorias.gordura visceral abdominal - como perder

  • Como esta gordura é interna e bem rígida, o primeiro passo é uma dieta pobre em calorias. Na verdade, qualquer perda de peso deve começar com uma dieta pobre em calorias para ter efeito real. Não adianta passar duas horas na academia, queimar 500 calorias se você ingere em excesso mais de 1 mil por dia, não é mesmo? É trabalhar na contramão.
  • Sua dieta deve ser basicamente de alimentos naturais e evitar ao máximo gorduras. Troque frituras por grelhados, fast food por cereais e alimentos na mesma linha e seu corpo vai agradecer. Alguns centímetros já vão embora apenas com uma mudança não drástica na dieta e ainda aproveitar alguns bons sabores no fim de semana, mas sem exagerar.
  • E se você é um bom amigo da cerveja do fim de semana, melhor esquecer: ela não faz bem mesmo! Cerveja é uma das bebidas que mais tem calorias e com certeza não a mais indicada para quem sofre com a gordura visceral. O ideal é cortar a bebida alcoólica. Mas se você não consegue, tente ficar com os destilados.
  • E como a gordura é localizada na região abdominal, esta deve ser a sua área mais trabalhada em exercícios. O mais simples e mais básico é abdominal, feito em casa mesmo, todos os dias ao menos vinte para pegar o ritmo. Faça com os pés elevados, de lado, lateral…todas as posições possíveis para forçar a queima de calorias na área. Seja constante, ao menos duas vezes por semana para ganhar ritmo.
  • Exercícios aeróbicos também funcionam muito bem, pois estimulam a queima de calorias no corpo todo, e por consequência você acaba emagrecendo na parte desejada. Não é algo focado, mas qualquer coisa que movimente muito o corpo ajuda bastante. Exemplo: pular corda, corrida, bicicleta, esteira e afins. Até mesmo brincar de bambolê ajuda.
  • Pouca gente sabe, mas artes marciais ajudam bastante tanto a afinar a cintura como a queimar calorias. Na maior parte desses treinos há um aquecimento bem bacana, com abdominais em grande quantidade, corrida e até mesmo pular corda. A maior parte dos esportes ajuda na queima de calorias em grande quantidade e vai ajudar com a gordura visceral.

Cirurgia estética para a Gordura visceral

Se a academia não anda ajudando e seu organismo é mais lento, algumas cirurgias estéticas podem ajudar. A lipoaspiração não é a mais indicada porque ela consegue remover as gorduras mais acima nas camadas da pele, as mais internas ficam com cirurgias de remoção de gordura localizada mesmo. Mas com dedicação aos exercícios físicos é possível remodelar o corpo e sem tanto esforço quanto parece.

Mais artigos

1 Response

  1. ricardo disse:

    bom artigo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *